Gente que está céu

Imagino Irene entrando no céu.

– Licença, meu branco!

E São Pedro bonachão.

– Entra, Irene. Você não precisa pedir licença”.

Frei Henri

(Manuel Bandeira) 

É de supor que se Manuel Bandeira (1886-1968) houvesse sabido de Frei Henri des Roziers, acrescentaria, sem pestanejar, seu nome ao poema “Irene no Céu”, para fazer uma bela dupla.

Frei Henri morreu domingo, 26 de novembro, aos 87 anos, no Convento Saint-Jacques, da Ordem dos Dominicanos, em Paris. Este site, à margem da campanha do desembargador Wálter Fanganiello Maiervitch, abre espaço para homenageá-lo. O resumo da sua biografia explica as razões, nas quais predomina a força da Justiça.

Ele nasceu, como se diz, em berço de ouro. Portanto, pode se diplomar em Letras pela mítica Sorbonne, a Université  Paris-Sorbonne, France. Idem como advogado na também lendária Cambridge – Cambridge University, England.

Os cristão acreditam na existência de uma pomba que faz sobrevoar línguas incendiárias de sabedoria sobre as pessoas, deixando a cada uma a opção de aproveitá-las ou não, chamada Espírito Santo. É possível que tenha ocorrido assim com Henri.

Aos 33 anos, entrou para a Ordem dos Dominicanos. Depois passou 34 entre nós (1979-2013), para se retirar, alquebrado, no convento referido acima. Assim ocorre com outras congregações. Basta lembrar que os premonstratenses da Ordem de São Norberto, que andam pelo mundo, também são recolhidos aos seus países de origem ao se aproximarem da despedida. Frei Henri era brasileiro naturalizado. Mas antes de aportar por aqui, foi padre operário na Europa e trabalhou com imigrantes árabes.

Frei Henri, um grande defensor dos sem-terra

Entre nós, ele se meteu pelos sertões no sul do Pará, na célebre região do Bico de Papagaio, onde de dedicou a defender os vulneráveis, particularmente as vítimas trabalho escravo, comum naqueles cafundós.  Por isso, era nome permanentemente anotado na lista dos ameaçados de morte dos exploradores. Seria ocioso enumerar o vasto rosário – para usarmos uma metáfora ligada à oração – dos seus procedimentos, trabalhando para a Pastoral da Terra. Seu acervo do reconhecimento dá uma ideia aproximada da sua estatura moral: 

. Légion D’Honneur

. Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

. Medalha Chico Mendes

. Prêmio Internacional dos Direitos Humanos Ludovic-Trarieux

. Prêmio Alceu de Amoroso Lima dos Direitos Humanos

. Prêmio José Carlos Castro de Direitos Humanos – OAB

. Menção Honrosa – Sociedade Paraense dos Direitos Humanos 

Em todo caso, prêmio maior tiveram as pessoas que viram um advogado formado em Cambridge, defender gente cujas roupas próximas dos andrajos, não eram muito diferentes daquelas que ele vestia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here