Fux dá liminar para Battisti

O Supremo não vive bons momentos. O ministro Fux esquece de um pequeno detalhe, ou seja, o STF já decidiu a matéria e pela extradição. Só condicionou, por questão de conveniência política ‘a vontade do presidente da República, ‘a época Lula. Ora, está claro que o novo presidente pode reconsiderar, — por conveniência política–, a decisão que foi de Lula. Deixar para o Plenário apreciar a liminar é coisa de Pilatos.

Cesare Battisti. Foto: Jamil Bittar/Reuters

Breno Pires/BRASÍLIA

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, barrou nesta sexta-feira, 13, uma ‘eventual extradição’ do italiano Cesare Battisti – condenado à prisão perpétua na Itália sob acusação de quatro assassinatos. Em entrevista ao Estado, o italiano afirmou que a extradição equivale a uma pena de morte.

“Defiro a liminar para, preventivamente, obstar eventual extradição do paciente, até que esta Corte profira julgamento definitivo neste writ, em Sessão designada para o dia 24 de outubro de 2017. Solicitem-se, com urgência, informações e, após, abra-se vista à Procuradoria-Geral da República”, decidiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here